Consultório Odontológico _ Contato

Consultório Odontológico _ Contato
Clínica Geral/Odontopediatria__Telefax: (33) 3755-1526 Skype: cdmarciolara
Caso tenha alguma dúvida ou queira conversar conosco on-line, chame-nos pelo Skype ou MSN Messenger(clique abaixo) !!!

Site consultório: www.odontologialara.com.br






Google
20 ANOS DEDICADOS À ODONTOLOGIA
A SUA SAÚDE EM NOSSAS MÃOS!
INVISTA EM VOCÊ, SEU SORRISO MERECE!
MARQUE JÁ A SUA CONSULTA:
(33)3755-1526

Windows Live Messenger

quarta-feira, 19 de março de 2008

Cidades Históricas Minas _ Cultura

CIDADES HISTÓRICAS

DIAMANTINA
Berço natal de homens ilustres como Juscelino Kubistcheck, e do compositor Joaquim Lobo de Mesquita, e de mulheres legendárias, como Xica da Silva, Diamantina insere-se como principal ponto do circuito dos diamantes. Uma história riquíssima com uma diversidade cultural impressionante de seu povo, que tem como destaque a sua famosa vesperata.
Podemos nessa cidade estudar a monumental arquitetura do século XVIII e o desenvolvido urbano e industrial que já na segunda metade do século XIX se desenvolve a partir das indústrias têxteis.
É, além de tudo, um estímulo à formação de uma consciência preservacionista. Seu casario, muito bem preservado e suas ruas, palco de acontecimentos e comemorações, dão-lhe um toque especial, divertido, tornando-a um espaço de prazer e conhecimento.
Além de todos estes trabalhos, através da vivência com os habitantes das cidades, os alunos irão avaliar o grau de interferência de costumes e tradições de um passado de glória nos dias de hoje, discutindo a questão do Patrimônio Histórico.



CONGONHAS
Novamente Artes, História e Geografia se apresentam com as maiores possibilidades para este roteiro.A expressão da Arte Barroca e sua importância para os movimentos culturais do Brasil, bem como o seu conteúdo histórico é o tema em Congonhas.
Expressando o ápice da cristandade mineira e o apuramento técnico de Manoel da Costa Athaíde e do mestre Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos é um patrimônio da humanidade composto pela basílica, os passos da paixão, a sala dos ex-votos e os profetas.
Em meio ao cenário quase mágico de Congonhas, várias atividades realizadas com os alunos em diversos pontos da viagem, visam, a partir do direcionamento do olhar, levar o aluno à reflexão, à liberação da sensibilidade e à expressão da criatividade, tornando inesquecíveis as sensações e pensamentos obtidos a partir desta experiência.

TIRADENTES
O eixo principal deste roteiro é o estudo de História, Artes e Geografia, enfocando a arte barroca mineira e o período colonial brasileiro.
As ruas, becos, charretes e templos de Tiradentes, são um convite a uma experiência única de retorno ao século XVIII. Hoje a cidade acolhe diversos eventos culturais evidenciando a convivência do passado e do presente.
Aqui a riqueza de possibilidades para o estudo do meio é enorme, pois são vários os pontos que servem quase que como um museu a céu aberto, algumas das atividades dirigem os alunos a coletarem várias perspectivas possíveis de um mesmo cenário, o que torna a viagem ainda mais rica e surpreendente.

SÃO JOÃO DEL REY
Aqui passado e presente se confundem, numa mistura de imagens, cores e sons.
O variado acervo sanjoanense é composto de edifícios que possibilitam a observação da evolução arquitetônica e urbanística do Brasil, desde o período colonial até o ecletismo do século XX. A arquitetura da Igreja São Francisco de Assis, com belíssima portada esculpida em pedra-sabão, é um dos exemplos do talento de Aleijadinho.Além de observação direcionada em todos estes pontos, por meio de vivências com os habitantes das cidades, os alunos irão avaliar o grau de interferência de costumes e tradições de um passado de glória nos dias de hoje, discutindo a questão do Patrimônio Histórico.

OURO PRETO
Em Ouro Preto o eixo principal é o estudo de História, Artes e Geografia enfocando o barroco mineiro e o período colonial brasileiro. As atividades procuram sensibilizar os alunos para a percepção e compreensão do esplendor e decadência da arte barroca.
Encontramos em Ouro Preto obras do mestre maior Antônio Francisco e de artistas das gerações anteriores que influenciaram sua obra como a de seu pai, Manoel Francisco Lisboa, português de origem que foi um grande arquiteto da segunda fase do Barroco Mineiro.
Ouro Preto é a cidade cuja fisionomia e unidade do aspecto arquitetônico refletem com mais pureza o passado colonial brasileiro. Considerada um dos maiores conjuntos barrocos do mundo, Ouro Preto é um documento vivo: uma possibilidade de estudar as relações entre o homem e o espaço, o passado e o presente através de diversas linguagens artísticas. Entre os principais atrativos de Ouro Preto destacam-se as Igrejas de São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Pilar, o Museu da Inconfidência e a Casa dos Contos.

MARIANA
Mariana, fundada em 1696, foi pioneira: capital, cidade, câmara, bispado e arcebispado de Minas Gerais. Seu pelourinho, suas praças, Igrejas, museus, arquivos, seminários, casarões e ruas são um patrimônio nacional e mundial. A Catedral Basílica da Sé, uma das mais ricas do Brasil, é um belo exemplo de igreja barroca, reunindo características da 1ª a 4ª fase.
Cidade Natal do Mestre Athaíde encontraremos nessa cidade trabalhos que refletem o modo de pensar dos homens do século XVIII, a sua relação com a fé e com o Estado.
Além de todos estes trabalhos, através da vivência com os habitantes das cidades, os alunos irão avaliar o grau de interferência de costumes e tradições de um passado de glória nos dias de hoje, discutindo a questão do Patrimônio Histórico.

SABARÁ
Sabará foi o primeiro povoado a surgir no território mineiro, sendo com o passar dos anos um importante núcleo comercial da região das minas de ouro da antiga colônia portuguesa recebendo inclusive a visita, em 1831, do então imperador D. Pedro I.
Um roteiro importante para a história da mineração e da arte, a cidade nos deixa como legado belíssimas igrejas que mesclam influências até mesmo chinesas.
Em Sabará percebemos que a força de expressão cultural e a grandeza artística da chamada civilização do ouro em Minas Gerais não está documentada apenas nos monumentos religiosos mas também na atmosfera, no ambiente, e no contexto peculiar em que vivia a sociedade mineradora que podem ser visualizados pois ainda conservam na imagem urbana e arquitetônica a antiga tipicidade colonial.
As atividades procuram sensibilizar os alunos para a percepção sobre a arte e economia, aspectos do Brasil Colônia durante as atividades previamente preparadas e desenvolvidas em pontos específicos durante a visitação.

Nenhum comentário:

Pesquisar postagens neste blog