Consultório Odontológico _ Contato

Consultório Odontológico _ Contato
Clínica Geral/Odontopediatria__Telefax: (33) 3755-1526 Skype: cdmarciolara
Caso tenha alguma dúvida ou queira conversar conosco on-line, chame-nos pelo Skype ou MSN Messenger(clique abaixo) !!!

Site consultório: www.odontologialara.com.br






Google
20 ANOS DEDICADOS À ODONTOLOGIA
A SUA SAÚDE EM NOSSAS MÃOS!
INVISTA EM VOCÊ, SEU SORRISO MERECE!
MARQUE JÁ A SUA CONSULTA:
(33)3755-1526

Windows Live Messenger

terça-feira, 13 de maio de 2008

Odontologia para Gestantes:Três coisas possíveis de acontecer à gestante que podem afetar diretamente os dentes de seu bebês

Gestação

Três coisas possíveis de acontecer à gestante que podem afetar diretamente os dentes de seu bebês

  1. Se a mãe tiver uma febre virótica ou qualquer outra infecção (ocorrência comum entre o quinto e o nono mês de gestação), o equilíbrio delicado dos sais de cálcio e fósforo na sua corrente sangüínea pode ser afetado. Isso irá influenciar a qualidade e quantidade de estrutura dentária que estão se formando no feto. A ruptura na formação do dente irá continuar até que o equilíbrio do sistema da mãe se restabeleça.

  2. Se o médico receitar à gestante antibióticos contendo tetraciclina, os dentes do feto em desenvolvimento poderão ficar manchados. Mais tarde, quando os dentes começarem a erupcionar, eles estarão manchados. A cor pode variar de cinza escuro, amarelo até um alaranjado claro, dependendo de quanta tetraciclina a mãe ingeriu, por quanto tempo ela ficou nesse tratamento e em que período da gestação isso ocorreu. A maioria dos médicos não receita tetraciclina para gestantes; o seu uso está se tornando cada vez mais raro. De qualquer forma, uma mulher deve sempre dizer que está esperando um bebê para todo e qualquer profissional de saúde, seja ele médico, dentista (por causa dos raios X e dos riscos dos antibióticos) ou massagista, principalmente quando a gravidez ainda não está aparente.

  3. Se a gestante der à luz antes, prematuramente, é possível que os dentes da criança sejam afetados. Há evidências hoje de que crianças nascidas no tempo previsto possuem menos cárie. Isso porque aquelas áreas do dente que são mineralizadas justamente na época do nascimento são as mais suscetíveis à cárie.

Fonte: Crescendo sem Cáries - Autor: Stephen J. Moss

Nenhum comentário:

Pesquisar postagens neste blog