Consultório Odontológico _ Contato

Consultório Odontológico _ Contato
Clínica Geral/Odontopediatria__Telefax: (33) 3755-1526 Skype: cdmarciolara
Caso tenha alguma dúvida ou queira conversar conosco on-line, chame-nos pelo Skype ou MSN Messenger(clique abaixo) !!!

Site consultório: www.odontologialara.com.br






Google
20 ANOS DEDICADOS À ODONTOLOGIA
A SUA SAÚDE EM NOSSAS MÃOS!
INVISTA EM VOCÊ, SEU SORRISO MERECE!
MARQUE JÁ A SUA CONSULTA:
(33)3755-1526

Windows Live Messenger

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Cuidado: celular pode causar alergia!

Cuidado: celular pode causar alergia!


A Academia Britânica de Dermatologia divulgou em 17/10/08 um alerta para um tipo de alergia na face, que pode ser provocada pelo uso excessivo de telefones celulares.O problema foi identificado após analisar relatos de casos de pacientes que apresentavam uma erupção na face. Uma investigação mais criteriosa mostrou que as lesões eram ocasionadas por níquel, uma substância usada no fabrico destes aparelhos.

O níquel é um metal muito difundido na natureza. É retirado do solo em usinas de beneficiamento, sendo posteriormente usado na indústria na composição de ligas metálicas e encontrado em quantidades variáveis em inúmeros produtos, como: bijuterias, jóias folheadas, moedas, botões, fecho éclair, panelas, etc. É um produto causador de reações na pele, como por exemplo:
- Dermatite de contato
- Erupção semelhante ao líquen
- Urticária de contato (mais raramente)

O níquel é o principal causador de dermatite alérgica de contato no Brasil e no mundo industrializado. Calcula-se que cerca de 25% da população brasileira tenham sensibilidade ao níquel.

A alergia ao níquel é muito comum, em especial na orelha, no local de contato com brincos e pode se acompanhar de lesões variadas, desde uma simples erupção até lesões graves, com saída de líquido (exsudação) e infecção associada. Atualmente, como a moda de usar brincos atingiu também os homens, verificou-se um aumento também na população masculina, o que antes era quase que restrito às mulheres.

É importante entender que ninguém nasce alérgico ao níquel, mas que este tipo de alergia surge na medida em que o contato com a substância se repete. Como o níquel está presente em muitos objetos, com o passar do tempo o organismo se sensibiliza, surgindo a lesão na pele.

A alergia ao celular se manifesta com uma erupção de coloração avermelhada, que se acompanha de coceira significativa, atingindo bochechas e orelhas, locais onde o aparelho faz contato com a pele. Em tese, a alergia pode também ocorrer nos dedos, em especial nas pessoas que enviam mensagens e acessam dados através do aparelho.

Mulheres estão mais susceptíveis a esta alergia já que têm maior chance de sensibilização pelo uso repetido de jóias de fantasia e produtos contendo níquel.


A Organização das Nações Unidas informou recentemente que em 2009 teremos um número de quatro bilhões de linhas de celulares no mundo. Além disso, a tecnologia crescente faz com que sejam usados não apenas para fazer e receber chamadas, mas para acessar dados, bancos, trabalhar, redigir textos, GPS, ou seja, num sem número de recursos disponíveis.

Soma-se ainda o fato que a Clínica Mayo nos Estados Unidos realizou testes com 22 marcas de aparelhos de fabricantes diferentes, detectando a presença de níquel em 10 deles, em especial nas molduras metálicas das telas LCD e em peças decorativas.

Não custa nada observar...
Na dúvida, procure um alergista.
falando no celular
Caso queira se informar melhor sobre o tema, acesse o site Academia Britânica de Dermatologia
e consulte as referências dos trabalhos publicados em revistas médicas nos últimos anos.
Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro
(21) 2517 4206

alergiapgrj@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Pesquisar postagens neste blog