Consultório Odontológico _ Contato

Consultório Odontológico _ Contato
Clínica Geral/Odontopediatria__Telefax: (33) 3755-1526 Skype: cdmarciolara
Caso tenha alguma dúvida ou queira conversar conosco on-line, chame-nos pelo Skype ou MSN Messenger(clique abaixo) !!!

Site consultório: www.odontologialara.com.br






Google
20 ANOS DEDICADOS À ODONTOLOGIA
A SUA SAÚDE EM NOSSAS MÃOS!
INVISTA EM VOCÊ, SEU SORRISO MERECE!
MARQUE JÁ A SUA CONSULTA:
(33)3755-1526

Windows Live Messenger

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Odontologia: Câncer Bucal no Brasil

Mais de 14 mil tiveram câncer bucal no Brasil


Prevenção é importante para diminuir a incidência da doença e o diagnóstico precoce se torna imprescindível para tratamento adequado.

A incidência de câncer bucal ocupa o quinto lugar entre o sexo masculino e o sétimo entre o sexo feminino. Estima-se que, somente este ano, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mais de 14 mil pessoas sofrerão com câncer de boca, sendo mais de 70% homens. No Brasil, infelizmente, metade dessa população é diagnosticada tardiamente.

Nesse sentido, a prevenção é de extrema importância para diminuir a incidência da doença e o diagnóstico precoce se torna imprescindível para o adequado tratamento e controle. O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), visando alertar para as medidas preventivas, promove a Programa de Prevenção do Câncer Bucal, nos dias 29 e 30 de novembro, com o objetivo de esclarecer as principais causas e fatores de risco da doença e como realizar o auto-exame.

A ação, realizada desde 2000, irá distribuir folders explicativos sobre o auto-exame, com orientações sobre prevenção e a importância de consultar o cirurgião-dentista periodicamente, e oferecer exames à população em 26 postos de saúde municipais, em pontos de atendimentos na Casa Maria de Nazareth (Hospital Heliópolis), no Conjunto Hospitalar do Mandaqui, no Hospital Municipal do Tatuapé e na Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (Fousp), além de disponibilizar duas unidades móveis, uma na Zona Sul e outra na Zona Leste da cidade.

De acordo com o presidente do CROSP, Emil Adib Razuk, a cada ano a população se mostra mais receptiva ao tema e é cada vez maior o número de pacientes examinados. "Também são expressivos os casos de diagnósticos encaminhados para unidades de referencias em biópsia ou outros exames para auxílio na análise e tratamento", acrescenta.

Sobre a doença

O câncer de boca aparece, geralmente, como uma úlcera que no início não dói e sem tendência a cicatrização. Cresce continuamente e pode se apresentar pela alteração de cor (manchas brancas, vermelhas ou pretas). Entre os principais fatores que contribuem para o desenvolvimento do câncer bucal estão o tabagismo, o consumo de álcool, a luz solar, agentes infecciosos e má alimentação.

"Quando o fumo e o consumo de álcool estão associados, o risco de desenvolver a doença aumenta em mais de 100 vezes. No caso de câncer de lábios, a exposição ao sol é o principal fator, seguido do fumo", explica Emil Adib Razuk, presidente do CROSP.

Ainda de acordo com o cirurgião-dentista, com a evolução dos métodos preventivos, o ensino de oncologia bucal nas escolas de odontologia, o melhor acesso do paciente ao consultório odontológico e a evolução dos tratamentos, entre outros fatores, houve significativo aumento no índice de sobrevida dos pacientes. "Na década de 50, o índice de sobrevida era de 15 a 20%. Atualmente é de 45 a 60%", comenta.

A principal forma de se detectar precocemente o câncer bucal é pelo auto-exame da boca. Após o diagnóstico realizado pelo cirurgião-dentista, o paciente será encaminhado para o tratamento oncológico, que é feito por meio de cirurgia, associada ou não a radioterapia e quimioterapia. "O câncer de boca tem cura, principalmente se for diagnosticado no início e tratado de maneira adequada. Por isso, é fundamental visitar um cirurgião-dentista regularmente", resume Emil Razuk.

Como prevenir

Alguns cuidados podem evitar o câncer bucal:

- Deixe de fumar

- Evite bebidas alcoólicas

- Proteja-se dos raios do sol (boné, chapéu, protetor solar)

- Elimine fatores traumáticos na boca, como prótese mal adaptada e dentes tortos

- Alimente-se de maneira saudável

- Execute o auto-exame periodicamente

- Procure o cirurgião-dentista se encontrar qualquer alteração em sua boca (com Assessoria de Imprensa CROSP).

Fonte: Site _ http://www.bonde.com.br/  _ 30/11/2010

Nenhum comentário:

Pesquisar postagens neste blog