Consultório Odontológico _ Contato

Consultório Odontológico _ Contato
Clínica Geral/Odontopediatria__Telefax: (33) 3755-1526 Skype: cdmarciolara
Caso tenha alguma dúvida ou queira conversar conosco on-line, chame-nos pelo Skype ou MSN Messenger(clique abaixo) !!!

Site consultório: www.odontologialara.com.br






Google
20 ANOS DEDICADOS À ODONTOLOGIA
A SUA SAÚDE EM NOSSAS MÃOS!
INVISTA EM VOCÊ, SEU SORRISO MERECE!
MARQUE JÁ A SUA CONSULTA:
(33)3755-1526

Windows Live Messenger

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Estudo lista as cinco maiores desculpas para evitar o sexo

Estudo lista as cinco maiores desculpas para evitar o sexo
Cansaço, trabalho e mau humor estão entre os pretextos campeões


Um levantamento realizado pelo centro de pesquisas da publicação norte-americana Consumer Reports, especializada em avaliar produtos e serviços, descobriu os principais motivos usados pelas pessoas para evitarem o sexo. Realizada com mais de 1.000 adultos entre 18 e 75 anos de idade, nos Estados Unidos, a pesquisa apontou as razões que fazem homens e mulheres desistirem de uma noite de amor.

As mulheres representavam 52% do grupo de voluntários. E a maioria das participantes, 57%, era casada ou vivia com um parceiro, sendo que 48% tinham filhos menores de 18 anos que viviam em casa. O resultado da pesquisa apontou que 81% do total de participantes disseram que evitaram o sexo ao menos uma vez durante o ano e relataram os principais motivos que os levaram a tomar a decisão.

1. Cansaço ou sono: 53%
2. Problemas de saúde: 49%
3. Mau-humor: 40%
4. Preocupação com as crianças ou animais de estimação: 30%
5. Muito trabalho: 29%

Porém, a grande maioria dos voluntários afirmou que essa interrupção não interferiu na frequência ou na qualidade do sexo.

A pesquisa também relatou outros dados sobre a vida sexual dos participantes:
- 45% dos participantes sexualmente ativos nunca planejaram uma hora para ter relações sexuais com seus parceiros;

- 56% dos homens disseram que pensam diariamente sobre sexo, comparados com 19% das mulheres;

- Os pais com filhos menores de 18 anos eram mais propensos a fazer sexo do que as pessoas que não vivem com crianças.

Nenhum comentário:

Pesquisar postagens neste blog